(Amo) Cosméticos Masculinos

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

segunda-feira, 5 de novembro de 2012


Flash Box Glossybox: Aprovada!!

 
Sábado recebi a “Flash Box especial L’Occitane en Provence”  da Glossybox, uma empresa da qual já sou assinante de uma versão masculina de produtos (Glossybox Men). A ideia é, basicamente, de contratar um serviço que, por meio do “perfil de beleza” que você preenche no site, irá te enviar periodicamente umas caixinhas – lindas, por sinal – com amostras, sejam de tamanhos reais de produtos de beleza ou miniaturas. Vou ser bem sincero e dizer que não gostei muito das coisas que vieram na versão “Men” da Glossybox – pelo preço da assinatura esperava produtos de marcas mais conceituadas, mas depois irei falar sobre isso aqui no blog.

 

 

Hoje quero é falar de alguns dos produtos da L’Occitane que recebi nessa edição limitada. Primeiro que achei linda a embalagem, com papel de seda por dentro envolvendo os produtos, com um “selo de violação” super luxo. E também porque achei os produtos que vieram ÓTIMOS, tanto em qualidade quanto em quantidade!

Testei a linha de produtos com óleo essencial de Angélica (Dicorynia guianensis), que já tinha vontade de comprar há um tempo, e foi mesmo só para comprovar que todos os produtos dessa linha são ótimos: o gel de limpeza facial, o tônico e o creme para o rosto (há outros produtos dessa linha)! Adorei a textura leve do creme para o rosto, que é ótimo para o verão que está chegando com força. O tônico facial sem álcool é igualmente bom para o verão e para peles mais sensíveis e o sabonete facial é cumpre o prometido e, além de limpar bem o rosto, tem um cheirinho muito bom!!

Além desses produtos (veja foto acima, com as “miniaturas” que vieram da linha mencionada), vieram na caixa: o Shampoo e Condicionador da linha “Aromacologia”, para cabelos secos e danificados (o que não acho que seja algo restrito, do tipo: só pode usar em cabelos assim… pelo contrário; apesar de usar a linha para cabelos finos e normais, ainda uso esses dois para cabelos secos uma vez por semana para “turbinar” a hidratação); um gel de banho hidrantante com óleo de amêndoas e três amostras bem generosas do creme hidrantante para o corpo “Concentré Lait”, também com óleo de amêndoas na fórmula, que é super hidratante.

Para completar ainda recebi um vale de R$25,00 para compras acima de R$150,00 reais, ou seja, praticamente o vale pagou pelo valor que desembolsei pela Flash Box!

Aprovadíssimos todos os produtos! Não esperava menos, afinal a L’Occitane, uma das minhas marcas preferidas de cosméticos, fundada em 1976 na região da Provence, é pioneira no uso de óleos essenciais naturais (e manteiga de karité) como base para a elaboração de cosméticos! Além destes, possui também perfumes e produtos para a casa, tudo de qualidade ímpar.

Os famosos campos de lavanda durante a primavera na Provence
 

Mapa da Região “Provence-Alpes-Côte d’Azur, no sul da França, bem próxima à Itália.
 

terça-feira, 30 de outubro de 2012


dicas preciosas #1: máscara facial do Ivo Pitanguy

 
Ivo Pitanguy é conhecido como um dos melhores cirurgiões plásticos do mundo e é referência para a medicina, mas isso todo mundo já sabe… Entretanto, o que muita gente não conhece é uma de suas dicas mais preciosas quando o assunto é tratar da pele do rosto: a máscara facial à la Ivo Pitanguy.

Vi há muito tempo em um programa de televisão a Glória Maria compartilhar essa preciosidade e depois fui pesquisar mais sobre a tal máscara miraculosa e descobri que realmente é verdade que ela foi pensada pelo cirurgião plástico mais famoso do Brasil (e um dos mais famosos do mundo!).

A “receita” é muito simples, a despeito de já ter visto gente divulgando variações do composto para cuidar de outras partes da pele do corpo que não a do rosto – até mesmo já inventaram uma fórmula para hidratar o cabelo!

No entanto, a “Máscara Facial Ivo Pitanguy” é o resultado da combinação do seguinte:

- Hipoglós (cerca de 2 ou 3cm, pensando na quantidade adequada e suficiente para o rosto)

- Bepantol (mesma quantidade de Hipoglós)

Esse é a pomada tradicional, mas já existe a linha “derma”, formulada especialmente para uso com fins estéticos.
 

Três gotas de Aderogil (que é um cocentrado de vitaminas A – acetato de retinol –  e D – colecalciferol, na verdade conhecida também como vitamina D3).

Opcional: duas gotas de vitamina E.

Essa máscara tem um resultado incrível. Não use, entretanto, mais de uma vez (duas estourando!) por semana, já que é inerentemente um pouquinho oleosa, por ser ultra-hidratante. Nem preciso mencionar que aqueles com a pele com maior tendência a oleosidade não devem aplicar essa máscara! Ela funciona como uma máscara super hidratante que atenua as olheiras e manchas na pele, por exemplo, e também proporciona maciez e uniformidade no rosto.

Aqui vocês podem ver na primeira foto a quantidade de hipoglós (à direita) e bepantol (à esquerda) que uso – dá e sobra para o meu rosto todo. A segunda foto mostra qual é a textura esperada depois de adicionar as gotas de Aderogil.

 
 

Os concentrados líquidos com as vitaminas você encontra facilmente em boas farmácias. Misture os “ingredientes” na palma da mão até que fique com uma consistência uniforme. A textura da máscara não é grudenta como muitos podem pensar, isso se deve, acredito eu, à combinação das pomadas com as gotas de vitaminas. Não precisa exagerar na quantidade na hora de aplicar, a ponto de ficar com a cara toda branca – espalhe bem, massageando a pele do rosto, que o composto será absorvido pela pele durante a noite. Durma com a máscara aplicada e acorde com o rosto revigorado!

Update: Por dentro da composição do Hipoglós e do Bepantol

Hipoglós:


Rico em Retinol, que é a forma mais pura da Vitamina A, ele estimula a produção e a regeneração das fibras de colágeno e elastina que dão sustentação a pele, ajudando assim a amenizar as rugas, linhas de expressão e outros sinais de envelhecimento causados pela ação do sol como as manchas senis. Também tem Óxido de Zinco na fórmula, que é uma substância adstringente com ação antiséptica de uso tópico. O Colecalciferol, como já disse, é um tipo de vitamina D ( D3.) que possui propriedades antioxidantes, dentre vários outros benefícios.

Bepantol:

Composto essencialmente pelo dexpantenol, que é uma provitamina, ou seja, de uso tópico acaba sendo convertida pela pele do corpo na vitamina em si, que é a B5, um poderoso humectante, emoliente (hidratante), que atua na epiderme de forma a deixá-la mais suave e macia, assim como previne o ressecamento da pele e atua no controle da humidade, ou seja, atua como estimulante à absorção de água ou na adsorção (o contrário de absorção), de acordo com a necessidade da pele. 

 



 

sábado, 27 de outubro de 2012


Barba: como, onde e por que?

 
O papo hoje é sobre barba e alguns cuidados essenciais, seja para quem usa barba ou para quem prefere ficar de cara limpa. Comecei a me barbear aos quatorze anos e, como é de se esperar, uma vez tendo começado a raspar os pelos o rosto a tendência é que eles engrossem e fiquem mais protuberantes. Fiz a barba por longos anos e, como todo homem, acredito eu, tive épocas de muito problema com o barbear. Uma hora me cortava com a lâmina, depois era o pelo que encravava e deixava marcas terríveis na pele por alguns dias. Um terror. Barbear-se, na minha opinião, é um karma que nós homens carregamos – ainda bem que não precisamos nos depilar (se não quisermos!), deve ser ainda mais cruel.

Logo quando entrei na faculdade, no segundo ano de curso, decidi deixar a barba crescerpara ver qual seria o resultado. Nunca havia pensado nisso ou deixado de fazer a barba a, pelo menos, cada dois dias. Na verdade fui encorajado por um amor do passado a deixar a barba crescer e, apaixonado como estava, me rendi à sua vontade.

No início foi terrível, principalmente os primeiros dias e a primeira semana. Quando a gente resolve deixar a barba crescer temos que, inevitavelmente, conviver com o que chamo de “fase um”, que é aquela aparência de desleixo que uma barba no estágio “mais-do-que-por-fazer” provoca. Como tudo na vida, essa fase passa! Com os pelos já crescidos e a barba completa (não tenho falhas e minha barba é toda certinha) comecei a gostar do meu visual daquele jeito. Foi como uma metamorfose visual. A barba me deixou com cara de mais velho e com um quê de latin lover.

É claro que não sucumbi a deixar minha barba à la “homem das cavernas”. Fui aos poucos aprendendo que, assim como fazer a barba era um ritual obrigatório (até então, pelo menos), cuidar da barba também era capital. Não gosto da minha barba por inteiro, então sempre raspei os excessos no pescoço e nas bochechas, para um visual de barba mais bem cuidada, sem esquecer, é claro, de cortar os excessos do bigode com uma tesourinha apropriada, de forma que os seus pelos não comecem a chegar ao lábio.  No entanto, ainda tendo que raspar eventualmente aqueles pelos que cresciam em lugares que não ficavam legais pro (meu) visual, deixar a barba crescer foi um grande alívio. Não precisar me preocupar em me barbear diariamente e, até se quisesse, passar umas duas ou três semanas sem fazer absolutamente NADA no que diz a esse respeito. Ainda que pudesse ficar com uma aparência um pouquinho descuidada, caso não me preocupasse em aparar aqui e ali e raspar os excessos, aprendi a relaxar e assumi minha barba.

Usei barba direto por anos, fiquei viciado nela. É algo que escuto de muitos homens e amigos: uma vez que você deixa crescer a barba, você nunca mais “será o mesmo”, isto é, todas as vezes que for fazer a barba vai estranhar seu rosto limpo, se olhar no espelho e não se reconhecer, em certa medida…  Fiquei anos sem querer tirá-la. Usei 6 anos direto a barba completinha.

No entanto, há uns 2 anos, vez ou outra me dá vontade de tirar tudo e ficar uma temporada sem barba, com carinha de mais jovem e com o rosto mais exposto. Sim, mais exposto porque considero a barba uma moldura para o rosto. Agora, aquela coisa né, tem gente que fica bem de barba e tem gente que não fica. Há quem goste e quem odeie. Eu amo.

Há uma semana decidi tirar a barba toda, morrendo de preguiça de me barbear, peguei a máquina de aparar pelos, que uso sempre na máquina 1 ou 2 para deixar os pelos da barba por igual (mesmo tamanho), e com a máquina zero raspei tudo e estou, atualmente, com aquele look de barba por fazer… Nem um pouco afim de passar a lâmina.

Mas, venhamos e convenhamos, se a intenção é raspar tudo mesmo com gilete, temos que aprender a fazê-lo direito - coisa que só fui aprender há alguns anos, acho que isso talvez seja porque passei tanto tempo sem me preocupar em me barbear.

Então, como fazer a barba corretamente? (Pressupondo que você não tem grandes problemas como foliculite, alergia ou afins, que devem ser tratados por um dermatologista!)

Vou relatar aqui, etapa por etapa, como faço quando decido passar o gilete e me“desbarbear” completamente. Dicas preciosas aprendidas ao longo dos anos, escutando dicas de colegas, lendo sobre o assunto… Vamos lá!

Etapa um: Cadê meu Cade?

Antes de fazer a barba, realize uma exfoliação completa no rosto todo, principalmente na região a ser barbeada, para diminuir as chances de algum pelo encravar. Tenho usado como esfoliante facial o “Écorces Exfoliantes CADE” da L’Occitane, que comprei por uma pechincha durante uma viagem, algo em torno de – acreditem – 30 reais, o que é um preço pra lá de camarada. O produto é um gel-creme que não resseca a pele e que contém micro esferas exfoliantes, produzidas com extratos naturais da madeira de uma árvore comum na região do mediterrâneo chamada, em português de “Juniperus” (ou “Cade” em francês e“Wild Juniper” em inglês). Esse exfoliante contém não só as esferas produzidas com a madeira do Juniperus, mas também aproveita as qualidades minerais da planta da árvore que promovem uma limpeza profunda, removendo as células mortas da camada superficial do rosto, prevenindo a aparição de imperfeições na pele e preparando a pele para um barbear perfeito. Ele também contém extratos de óleo de oliva que age como calmante e hidratante (sem ser oleoso) ao mesmo tempo. Os benefícios do óleo de oliva são incontáveis. Enfim, é meu exfoliante preferido e cumpre com as promessas.

Etapa dois: continuando a preparar a pele…

O ideal é fazer a barba após o banho, já que os poros estarão mais abertos e os pelos ficam mais fáceis de serem removidos. Uma outra alternativa pode ser aplicar uma toalha banhada em água quente sobre o rosto e, então, prosseguir para o barbear.

Tento fazer de tudo para evitar me machucar ou ter de conviver com pelos encravados emarcas horríveis no rosto. Aprendi a receita depois de muito pesquisar.

Logo após o banho, antes de começar a raspar, aplico um óleo pré-barba (pre-shave oil) da Anthony, uma outra marca incrível. Esse óleo, a base de óleo de oliva - once again - ajuda as lâminas deslizarem mais facilmente pelo rosto, além de possuir extratos de óleos essenciais de mamona, eucalipto, menta e alecrim, o que previne aquela sensação de ardência que às vezes acontece quando nos barbeamos. Ele também é enriquecido comvitamina E e óleo de calêndula, que atuam como “condicionadores” e “calmantes” naturais para a pele. Coloque um pouquinho no centro da mão, esfregue-as e aplique sobre a região a ser barbeada – unicamente.

Depois de aplicar o óleo pré-barba (uma descoberta que foi uma dádiva!) aprendi a apelar para o CREME de barbear e não para a espuma, o que foi outra descoberta que me possibilita, hoje em dia, fazer a barba sem maiores problemas ou desconforto. Uso o “Close-Shavers Squadron” da Kiehl’s. Além de ter uma textura muito mais compatível com um barbear perfeito ele possui, dentre outros segredos, Aloe e Vera na fórmula, que é conhecido por suas propriedades calmantes e é uma ótima pedida para peles sensíveis.

Daí em diante é caprichar no gilete, tendo o cuidado de não raspar na direção contrária ao crescimento dos pelos (o que seria a garantia de múltiplos pelos encravados). Use o barbeador com o máximo de lâminas possível  (no mínimo três) para evitar ter de ficar passando o gilete no mesmo lugar duas ou três vezes – o que irrita bastante a pele. Incrível como isso também faz uma diferença e é totalmente menos agressivo para a pele. Já fui adepto de giletes de uma só lâmina, desses descartáveis, mas aprendi que era um erro total.

Depois de ter raspado tudo direitinho, atentando-se para que você não deixou nenhuma “moitinha” de pelos para trás, é hora de cuidar da pele para evitar aquela sensação de ardência ou irritação, que geralmente ocorre depois que nos barbeamos.

Etapa três: o pós barba

A primeira coisa depois de fazer a barba é lavar o rosto com um sabonete facial apropriado (dessa vez, não esqueça, com água FRIA para fechar os poros), de preferência aqueles que contém propriedades calmantes e hidratantes (além, é claro, de efetuarem uma limpeza profunda eficiente!).

Depois vem o dilema: passo pós barba ou hidratante? Eu, na verdade, uso os dois. Enquanto muitos não veem com bons olhos os pós barbas líquidos com álcool na fórmula (principalmente quem tem a pele extremamente sensível), aprendi que o álcool nesses produtos ajudam na cicatrização - sim porque barbear-se é algo extremamente agressivo para a pele e deixa machucados, ainda que invisíveis a olho nu. E também podem ser um complemento perfeito ao seu perfume, se você usar a mesma loção pós-barba que geralmente faz par com a maioria dos bons perfumes. Eu uso uma da Chanel, de um mesmo perfume que uso da marca, que é o Egoïste Platinum Lotion après Rasage.

Depois do pós barba, passe um bom hidratante não-oleoso para o rosto, como você normalmente passaria no dia-a-dia. Ajuda ainda mais a acalmar a pele. Então, depois que terminei com todo esse “longo” processo (que dura no máximo uns 10 minutos, sem contar o banho) cuido da pele do rosto como normalmente: tônico, hidratante e filtro solar - o que chamo de o “básico do básico”.

Pronto, barba feita, sem irritações, pele limpa e hidratada. Precisa de algo mais?! Quem tiver alguma outra dica ou jeito diferente de se barbear comente e deixe registrado aqui seu relato e sua experiência.

 

quarta-feira, 24 de outubro de 2012


Essenciais #2: Cucumber Herbal Alcohol-free Toner

 
Por pura falta de informação da minha parte e lembrando da época que lutava contra as espinhas na adolescência, sempre achei que tônicos faciais eram sinônimo de adstringentes para peles oleosas. Estava erradíssimo até que me explicaram, afinal, para que serve um tônico para o rosto.

palavra, por si só, já sugere muito. “Tônico” denota que sua indicação, dentre outras outras coisas, é para tonificar a pele, ou seja, o que segundo dicionário Aurélio significa“dar tom ou vigor a; fortalecer, avigorar, vigorar (…)”. E é isso mesmo. O tônico facial serve como complemento perfeito para a limpeza da pele do rosto. Após haver lavado com sabonete específico para o rosto (vivo insistindo que sabonete para o rosto precisa ser específico para essa região da pele) o tônico deve ser aplicado como forma de aprofundar a limpeza, deixando a pele macia, tonificada e uniforme. É claro que para sentir os efeitos, é necessário o uso, pelo menos, a médio prazo, ou seja, algumas semanas. Depois que comprei o meu e comecei a usar, não fico mais sem essa “etapa” no que se refere aos cuidados com a pele do rosto.

A ajuda da “minha” consultora da Kiehl’s foi essencial para não só a compra do tônico, como também para entender sua importância para a pele do rosto. Preferencialmente, recomenda-se o uso de tônicos livres de álcool e há uma variedade enorme de tipos diferentes de tônico, a tarefa é encontrar o mais adequado para sua pele.

O que tenho usado (e amado!) é o que consta no título desse post: o Cucumber Herbal Alcohol-free Toner da minha queridíssima Kiehl’s - indicado, sobretudo, para todos os tipos de pele, especialmente peles que vão de normais a secas e também para quem tem pele sensível.

 
Use em todo o rosto, evitando a área ao redor dos olhos, antes de aplicar seu hidratante facial de preferência, creme para os olhos, enfim, logo mesmo após ter lavado bem a pele com um sabonete de qualidade.
 
resultado é incrível e juro que quem começar a usar esse ou qualquer outro tônico facial adequado à seu tipo de pele, não ficará mais sem.
 
Fica a dica! 
 

Provei e aprovei #1

 
Hoje vou lançar dois tipos de série de posts (não sequenciais) aqui no blog chamado“Provei e Aprovei”. Nesses posts vou falar de produtos que não conhecia e que acabeiprovando e gostando dos resultados. Paralelamente, vou inaugurar também uma outra série de posts chamado “Provado e Desaprovado” para relatar minha opinião em relação a produtos que testei e não gostei!

Vamos então, a primeira postagem da primeira série!

Passeando à toa pelo shopping, entrei em uma loja do Boticário, só mesmo para ver se tinha alguma novidade e rever os produtos oferecidos pela marca. Como não podia deixar de ser, meu espírito consumista me dominou e não consegui sair de lá sem comprar ao menos um produto. Pelo menos o consumismo, dessa vez, não me custou muito! Encontrei uma máscara purificante facial de Argila Verde e Kiwi em promoção por R$16,90, não pude deixar de levar.

Ontem resolvi utilizá-la e posso dizer que está aprovadíssima!

Conselhos para a utilização de máscaras de limpeza

As máscaras faciais de argila sempre foram queridas e desde que experimentei, pela primeira vez, uma da Lancôme  notei que a argila é poderosa quando o se trata de uma limpeza profunda da pele.

Essa máscara do Boticário tem textura leve, agradável fragrância e a sensação de limpeza profunda é  sentida logo após a aplicação.

A dica é usar máscaras desse tipo de uma a duas vezes por semana, no máximo, a fim decontrolar a oleosidade e garantir uma pele renovada, suave e homogênea. Faça se quiser, antes da aplicação, uma exfoliação no rosto, para remover as células mortas da camada superficial da pele e assim permitir uma melhor absorção das propriedades da máscara de limpeza.

Essa máscara do boticário combina a riqueza dos mineirais presentes na Argila verde e extrato de Kiwi, conhecido por suas propriedades antioxidantes.

Aprovadíssima!

 

terça-feira, 23 de outubro de 2012


Cuidando dos cabelos!

 
Hoje estou inspirado e vou escrever mais um post, dessa vez sobre cuidados com a cabeleira.

O maior pesadelo de qualquer homem, creio eu, é ter de lidar com a calvície. Na maioria dos casos ela é genética, a chamada “alopecia androgenética”. Nesses casos a solução é prevenir-se, com o máximo de “antecedência” possível, ou seja, procurar um bom dermatologista que irá avaliar caso a caso e prescrever tratamentos específicos que vão desde a famosa “Finasterida” e loções de uso tópico (como o Avicis) até orientações sobre como lavar o cabelo, driblar a oleosidade e como conseguir manter no lugar os fios que ainda não caíram (porque, na alopecia androgenética, os fios que caíram não voltam mais). A solução radical para quem já é calvo é uma só, até aonde eu sei: transplante capilar.

A queda dos fios de cabelo também pode ter várias outras causas: má alimentação, estresse, efeito colateral de medicamentos diversos, dentre outras coisas – só mesmo ummédico dermatologista para avaliar caso a caso.

Eu já tive um período de muita queda de cabelo, mas isso cessou. Acho que era estresse.

De uma forma ou de outra, vale lembrar alguns cuidados essenciais com o couro cabeludo e cabelo masculinos:

A maior parte dos homens tem cabelo oleoso ou misto, que é o meu caso, além de fios muito finos, ou seja, não tenho muito cabelo e dias de calor são um terror para mim. Nessas circunstâncias o que se deve fazer é:

a) Lavar o cabelo diariamente, com shampoos específicos para oleosidade e usar o condicionador, também específico, somente algumas vezes por semana e não todos os dias. Este deve ser aplicado somente nas pontas, cuidado para não enxarcar o couro cabeludo com condicionador, pois ele estimula a produção de sebo, em outras palavras, acentua a oleosidade.

b) Usar de uma a duas vezes por semana um shampoo anti-resíduos de limpeza profunda,como esse aqui que eu uso da Ecologie.

 

Como cuido do meu cabelo? Quais produtos eu uso?

Posso falar por mim que, depois que conheci a linha de shampoos da L’Occitane não deixei mais. Os preços são super acessíveis, comparando com quanto custam no exterior e tanto o shampoo quanto o condicionador duram MUITO tempo, por isso vale o investimento:

 
Essa linha é específica para cabelos finos e  que vão de normais a oleosos, muito bom o resultado e a fragrância da linha. Os produtos contam com a combinação de cinco óleos essenciais: Menta, Pinho, Alecrim, Laranja e Artemísia. Mais informações no site da L’Occitane, aqui sobre o shampoo e aqui sobre o condicionador. 
 
A linha de shampoos da L’Occitane para cabelos danificados ou secos (excelente também para usar dia ou outro para uma profunda hidratação) foi eleita a melhor do mundo. É o que anunciam no site, porém não estou encontrando a fonte que fala sobre a premiação. 
 
Lembrando que o shampoo deve ser aplicado duas vezes, a primeira para limpeza e a segunda aplicação para que o produto possa agir nos cabelos já limpos. O condicionador, aplico dia sim, dia não, só mesmo nas pontas. Deixe tanto a segunda mão de shampoo quanto o condicionador agirem por alguns minutos, enquanto isso vá cuidando das outras “etapas” do banho.
 
Idealmente, água muito quente faz mal para o couro cabeludo (e pele!), então para aqueles que adoram um banho com água quase “fervendo”, cuidado!
 
Como meus cabelos são extremamente finos, não há cera ou pomada que dê conta do recado quando quero dar uma modelada… Já me recomendaram testar algum mousse, mas ainda não experimentei. Normalmente penteio mesmo com a mão e, a única coisa que segura meu cabelo, por pouco tempo que seja, é spray fixador. Tento moderar no uso porque não é muito bom para a “saúde capilar”.
 
Como complemento, quando vou sair, se não uso spay fixador uso um spray maravilhoso que descobri: Spray de Brilho com Argan, da Cless. Quem não conhece sobre o óleo de Argan, informe-se rapidinho aqui sobre essa planta que promete maravilhas para todo tipo de cabelo e entrou na moda há alguns meses aqui no Brasil (e no mundo!). 
 
O resultado final é um cabelo mais macio e com um brilho saudável, sem deixar o cabelo oleoso ou grudento! Vale a pena testar!
 

Bom, no mais é isso. No mais, alguém tem dicas de produtos modeladores para cabelos finos, sem ser spray fixador?

 
 
 
 
 
 
 
   
 
 

http://amocosmesticosmasculinos.blogspot.com.br/